KALUNGA: The origin of species
︎
























eme mukua kalunga...
the origin de la vida es la transmutação


uuiuiuiiuu'''''''''. / / / / ''''’ :::: w2>>>>>>>    ngasakidila, Exú. Quando pegamos um barco, há o momento da chegada em algum lugar onde precisamos abandonar a madeira e mergulhar no líquido que nomeamos de água, mas para mim se chama Kalunga, sangue. Com este projeto pretendo aprender a mergulhar no sangue de meus ancestrais, instaurar Quartos de Cura onde possamos guardar suas águas . Em Africa, começarei em Marrocos. Na Ilha de Vitória, começo em meu templo que construi no Morro da Fonte Grande. Viajarei para muitos lugares levando a mensagem da transmutação. Criando minha religião, minha medicina, minhas escolas, nossa linguagem. Eu sou a mensagem. ngasakidila, Exu. When we take a boat, there is the moment of arriving somewhere where we have to abandon the wood and dive into the liquid we call water, but for me it's called Kalunga, blood. With this project I intend to learn to dive into the blood of my ancestors, to establish Quarto de Cura where we can keep their waters. In Africa, I will start with Marroco. In Vitoria Island, I will start at my temple, the was created at Morro da Fonte Grande. I will go travel to many places, carrying the message of transmutation. Creating my religion, my medicine, my schools, our language.  I am the message.''''''''’>>>>>;.;.;.;p p p s <88 (8888)>>>>>'''''''’































KA.DIGAMELLA


Um lugar onde cultuarmos nossos saberes medicinais, estéticos e astrológicos relacionados a nossas memorias de liberdade.












































































































nkjnkjnkjnkjnkj njnjnjjjjjjjjjjjj888888*****************(((((((((((_____----------0=-=0-0-0-s0-----
0s-0-
s0-s--------0s-0s-0ss
0s-0s-s0s0i9i9i999999jjjjjjjjj
iiiiiiiiiiiiiiii







































ijijiuiiiuiuiuiuiiuiuiuuuuuu3439juhu3h3###ijhi3hi **********9398j3bk3jbkb33 3kii33i33i3oo0-----------0f-fo-0fo----0ow0-ow------0wo-0wow-0w-





















Algo estranho, morrer
Algo estranho, o cemitério
Algo estranho, minha saudade, minha certeza, minha tristeza, minha vontade, minha alma
Algo estranho, transformar o cheiro do mar em podridão
Algo estranho, não querer viver no fundo mar...
Algo estranho, o que dizem ser uma espécie marinha, a alma, ser também essa espécie que tem medo de respirar dentro dgua.
Algo estranho, meu amor por kalunga
Algo estranho, meu medo de kalunga
Algo estranho, decidi viver no deserto para la reencontrar kalunga
Algo estranho, insistir em continuar
Algo estranho, viver após a morte
Algo estranho, ser o que eu sou... querer ser kianda...
Algo estranho, relembrar...

























Este território das águas.. um território de luto e reecontro
Um lugar para oferecer flores aos que morreram
Um lugar para chorar
Um lugar para chamar de meu
Um lugar especial, chamar Mar, oceano... um lugar especial, chamado Kalunga




















Learning about origin of life...looking to care of my life...Kitembo, Iroko, Tempo... Learning about origin of my new life..

























 















The western world cultivates explanations about the origins of life in the Universe created by Charles Darwin, Sigmund Freud and with manipulations of the life of Jesus Christ. Stories about life that are born out of lack, absence, life as a journey to feed our phallic hunger, that life destined to cleanse itself of the sin of feeling feminine pleasure, or , the pleasure not taught for the Lord that enslaves our souls.

Kalunga is our Bantu and Brazilian Bantu propose to Origin of spicies, this oppose the think about lack, sin and slevery.
At Kalunga, the origin of species are the transfiguration. Kalunga, an origen, a ground, a holy terrain, the ancestral material responsible to make some of us contiue the mistery of transmutation from the metamorphosy of our sols, our meat, our blond... the west word call that remember of Transsexuality.
I call "laluiatu: peoples that remeber us... whit your meat

.


















































































































































Fogueira doce
Sol madrugando


Matheus Aleluia













































Das coisas mais belas que o inimáginável pode nos trazer. 
Zeca Carú de Paula































































































por isso q eles criaram esse monte de infra e sub coisas, pra deixar o mais certo q pode ficar, isso é uma coisa legal na sistemática, a gente n cria a arvore genealógica, ela tá na natureza pra ser descrita, a gente só acha os fósseis e vamos montando a história da vida!

Mak, prima, estudante de biologia... o amo muito,  é super inteligente! <333








































































































































Acordei. Respirei. Abri os olhos lentamente, e voltei a fecha-los. Continuei respirando fundo, isso me ajudava a sentir minha alma de voltar no meu corpo. Todos os dias é assim, dormimos para que nossa alma possa descansar em outros lugares do cosmo.

Meu quarto estava claro, fresco, parecia uma manhã de verão terráqueo... tive saudades das chuvas naquele outro plano astral. Mas quando acordei eu não habitava o sistema solar, há anos meu corpo estava em outra estrela. E nas ocasiões em que eu conseguia viajar para o Planeta Terra, eu precisava entrar em outros corpos que la viviam, para também consegui sobreviver naquelas condições energéticas, climáticas.

Neste dia eu iria tomar uma decisão, então ainda de olhos fechados, continuei respirando fundo, intercalando o fluxo do ar entre meu nariz e minha boca. Eu sentia que seria feliz tomando aquela decisão, e sorria quando o ar saia do meu corpo com calma.

Um cheiro de rosas inundou nosso quarto iluminado pelas luas, que de acordo com o periodo rotacional do planeta, ou, em momentos coletivos como estes, cada uma das luas emitia uma cor especial, que nos alimentava e sassiava necessidades genéticas... "espirituais", como diziam alguns seres na Terra.  

Pedro tinha entrado no quarto após o seu banho. Eu virei de lado, pois gosto de sentir aquele cheiro enquanto eu me toco. Fiquei assim alguns segundos, o suficiente para ele vestir sua camisa branca,  sua calça bege clara ( a minha preferida), e se deitar de frente para mim, com sua boca encostada na minha.  Abri um pouco meus olhos, Pedro fez o mesmo, e sorrimos. Continuei sentindo o hálito dele entrando em mim, isso se tornou fundamenal desde quando me tornei o que sou hoje. Então ele me beijo... apertou todo seu rosto peludo no meu, e me disse: ela esta te esperando, eu te amo. 

Naquele dia eu iria me tornar uma kianda. Minha pele negra ja havia adiquirido a capacidade de ficar azul, e eu gostava de deixa-la num tom de azul bem escuro . Minha pele ficou mais forte, um tecido vivo que alongava-se com facilidade. Quando era preciso, essa pele reorganizava a forma do meu corpo, e as vezes eu me transformava em algo muito pequeno, que algumas culturas do Planeta Terra nomeavam de Exú. Eu realmente estava pronta para o que iria acontece hoje, minha decisão ja tinha sido tomada e isso me preenchia de felicidade e esperanças.

Eu vestia um leve vestido branco, de um tecido perolado capaz de resgardar a energia de cura as luas emanavam sobre nós. Estavamos no terceiro mês de nosso calendário anual. Foi o Pedro que me presenteou aquele vestido, ele mesmo que havia o feito, com o material que encontrou em uma de suas viagens para as luas. Ali deitada, com o corpo todo vibrando numa intensidade de alivio e confiança, olhei para o meu marido e o disse: me espere no fundo do mar, onde nos conhecemos. Ele me beijou novamente, e cheirou meu rosto com seu nariz afundado em minha pele... eu o amava tanto por ser capaz me oxigenar com outros aromas... 
Então voltei a dormir. 





























































































A mitologia do prazer. Essa que preescreve o orgasmo como um unico caminho de aceitação. O que a nós pertence como uma dádiva, aos que à nós desejam o desamor, a esses, assim dizem: nunca teram prazer, e quando o tiverem, será um pecado, tornaram-se histéricas, delirantes, depressivas e profundamente arrependidas. 
Às que reposicionaram seus orgãos, e os retiraram quando lhe foi preciso ao prazer. À estas criaturas, com as quais dormimos e oramos para que o vento as protejam. 
Eu hávia pensando... sobre uma flor que nasce e ainda não foi descoberta. Gostava de pensar sobre seu nome ocidental, porque eu sentia que não lhe importava. 
Algo como o sol, cuja conheço poucas aquelas que se dedicam a lhe conversar. Pergunto-me: quais os sabores, ou, o sol consegue sentir o nosso cheiro? 
Acredito que sim. O sol conhece a palavra transsexualidade. O sol assistiu tudo que aconteceu antes dessa palavra existir. 












































































the mythology of pleasure. That describe us how inverse hysteric persons. Darwin. Freud. Jesus. Where ours friends? That sesension, that micromolecular definition. My soul. My penis. My vagine.

02/11/2022  -Solar System < description earthling colonial about the mysteries of the universe





































































O sonho
é permitido continua a sonhar... 

28/08/2022 Vitória-Brazil























































































































sim, existe, explicitamente, um cardume gestando a minha presença nesta ocasião e um esforço cotidiano de minha parte para fazer presente esses dialetos, sorrisos, angustias e mal dizeres. Eu tenho um problema historiográfico em minha obra, é que estar sempre sozinha nas imagens... 
08/08/2022 - Vitória-Brazil







































































Transmutation is something that happens in us as a people. on that planet we come from, I am one of millions. Here, I decided to be present to continue something that is much bigger than our history as a civilization. I decided to come to Planet Earth on my own accord, because I could have chosen other destinations. I chose to come here because you have something that is fundamental to me: orgasms. And here you manage to transform organs and continue your enjoyments. Also, here, you have something that is fundamental: water in different possibilities. You still depend on water to survive, on my planet and neighboring planets, this has been overcome. You are our ancestors, and I would like to learn a few things from you about water. I find water interesting. That's why I came to this planet. That's why I chose you.
08/08/2022 - Vitória-Brazil


























































essa musica pra mim fala sobre aqueles momentos de extrema tristeza e segurança quando percebemos que de fato nossa existência alcança amplitudes inimágináveis e que o mais triste e verdadeiro e bonito é o amor... que plantamos neste planeta... mesmo sentindo profundamente que talvez não mais nos encontraremos nessa galaxia após nossa morte... por isso temos medo de desaparecer da vida de um amor? essa é minha justificativa para o amor, e essa é a origem que criei, do nosso sofrimento de amar neste planeta 08/08/2022 - Vitória-Brazil

































































a transmutação é algo que acontece em nós enquanto povo. naquele planeta de onde vinhemos, eu sou mais uma dentre milhões. aqui, eu decidi estar presente para continuar algo que muito maior que nossa história enquanto civilização. Eu decidi vim para o Planeta terra por vontade própria, porque eu poderia ter escolhido outros destinos. Escolhi vim para ca pois vocês possuem algo que pra mim é fundamental: o gozo. E aqui vocês conseguem transformar orgãos e continuar seus gozos. Além disso, aqui, vocês possuem algo que é fundamental: a agua em diversas possibilidades. Vocês ainda dependem da agua para sobreviver, em meu planeta e nos planetas vizinhos, isso foi superado. Vocês são nossos ancestrais, e eu gostaria de aprender algumas coisas com vocês sobre a agua. Acho interessante a agua. Por isso eu vim para este planeta. Por isso eu escolhi vocês.



























































Together we
The flowers like a bird
The sun hear us
And us, together we








































































Sometimes I remember when we talked about meeting again. And when that happens, I remember when we talked about the universe. I believe eclipses start every moment, every time we look at ourselves with our black eyes ... and today, today will or was... there is a promise... I am not a modern species or evolution is false. The origin of the species is transmutation. Our origin is me.

26/10/2022 - Vitória-Brazil








































































































































There Im born
Butterflies are not the begin...
Butterflies are the air But
Im the ocean
Meus ossos não se quebram, o gosto é diferente
Im not a men. Im a woman. Like a fish, my religion is about metamorphoses: las transformacions de la luna.
Im love smile
My smile is big, but if some people describe it.... this not import to me
My hungred is good. I know how choose
Im born herer.
My religion is about kalunga.
My religion is about liquids, is about the fire.
My religion is about the transmutations soul.
28/10/2022 - Vitória-Brazil 23h:54min  


























































Eu diria que tudo começou com o sol.
Fizemos um pacto, e morremos logo após
Quando acordamos estávamos dentro do mar, ou prestes a entrar la
Não consigo dizer sobre o clima, as cores...
mas se fosse para eu introduzir, eu diria que estavamos nos amando, estavamos num lugar chamado saudade... ou melhor, um lugar que para chegar é preciso sentir saudade.
Não sei como nomear aquele lugar.
Gostamos de ter viajado para lá, para o Planeta Terra, para o Sistema Solar.
Você gostou de como eles te chamava, "Exú", lembra?























































































O ocidente cultua as explicações sobre a origem da vida no universo criadas por Charles Darwin, Sigmund Freud e com a manipulação da vida de Jesus Cristo. São histórias sobre a vida nascendo da falta, a vida como uma jornada para saciar uma fome fálica, uma vida destinada a limpar-se do pecado que é ter prazer feminino, ou, o prazer que não aquele ensinado pelo Senhor que escraviza nossas almas.

Kalunga é a nossa proposta bantu e bantubrasileira para a origem das espéceis, que se contrapõe a ideia de falta, pecado e escravidão.
Em Kalunga, a origem das espécies é a transfiguração. Kalunga, a origem, o solo, um terreno sagrado, a matéria ancestral que faz algumas de nós continuar o mistério da transmutação a partir da metamorfose de nossas almas e de nossa carne e de nossos sangues...  o ocidente nomeia essa lembrança de Transsexualidade. Eu nomeio de "laluiatu: aqueles que nos lembram com a sua propria carne".














































A LINGUAGEM DOS ANJOS





Continue
uma viagem planejada 
asas que nascem nos ombros, nos calcanhares, no pescoço, nas linguas... 
continue, diga que existe, diga que sabemos amar, diga que setimos saudade
continue, os anjos, os melhores amigos dos deuses
anjos, como o mundo foi criado?
anjos, quando eu nasci, havia saudade? 
anjos, quero ser como vocês, queremos nossos corpos como os seus...
asas, vento, fome e coragem... anjos do oceano!
anjos...










Me sinto renascendo e morrendo ao mesmo tempo. Me sinto começando do zero e abandonando tudo que foi feito. Sinto-me longe, e quero estar ainda mais longe. Sinto-me segura nessa distancia, sinto-me vulnerável na presença... sinto-me usada, estramente defeituosa, presa numa perfeição que até eu mesma acreditei. Sinto-me preste a morrer. Sinto-me preste a nasce.  (Paris, 12 de abril 2024)










A canjica acalma.
Eu gosto de comer canjica e tomar banho de canjica. 
A canjica me acalma. (Paris, 27 de abril 2024)




































 






pintuas Óleo sobre tela
2024





 


"o peixe mora na casa e só tá dormindo no quintal"




























































 






pintuas Óleo sobre tela 
2024